Ink Connection Blog

Logística da tinta: desde problemas de cor até maior rendimento

Para muitos convertedores de embalagens e etiquetas, gerenciar tinta e encontrar cores precisas é uma perda de valor comercial. A tinta segue um processo complexo na impressora e quaisquer erros durante esse processo podem afetar a qualidade da produção, o tempo de atividade da máquina, os prazos de entrega e, por fim, os lucros.

Vamos pensar sobre o cenário: uma impressora de alto desempenho parou devido a atrasos na mistura de uma fórmula de tinta na sala de tinta; um excesso de tinta residual que é devolvida após a produção e desperdiçada; a despesa de descartar substrato devido a repetições ou erros nos testes. Além de tudo isso, recursos consideráveis são necessários para a compra, armazenamento e rastreabilidade das tintas.

Há quase 50 anos, convertedores de todo o mundo nos procuram para enfrentar esses desafios.

O blog InkConnection, com esta série especial sobre logística de tintas, é baseado no conhecimento que acumulamos trabalhando com nossos clientes ao longo desse tempo. Sua missão é ajudá-lo a superar problemas relacionados à tinta.

Nessas postagens futuras, vamos ajudá-lo a identificar o desperdício em seu fluxo de trabalho e dar dicas sobre como eliminá-lo. Também mostraremos como o software de gerenciamento de tinta automatiza processos e fornece informações em tempo real para ajudá-lo a tomar decisões mais rápidas e inteligentes.

Criação de valor sem desperdício

Uma boa logística de tinta é definida como: “um sistema controlado para evitar o desperdício de recursos relacionados à tinta para qualquer propósito que não seja a criação de valor para o cliente final.”

Se implementada corretamente, a logística de tinta transforma as operações da empresa em operações eficientes e inteligentes, “enxutas e inteligentes”, fornecendo:

  • Reduções significativas de resíduos em todo o fluxo de trabalho;
  • Eliminação de excesso de tempo, materiais, ferramentas, técnicas, pessoal e espaço, o que permite a obtenção de um produto impresso que atenda aos requisitos do cliente;
  • Qualidade consistente e homogênea na primeira vez, graças a processos automatizados que minimizam erros humanos;
  • Melhores tempos de resposta;
  • Melhor controle de qualidade e segurança, por exemplo, graças à rastreabilidade dos lotes de tinta na cadeia de abastecimento;
  • Melhor tomada de decisão e previsão, favorecida especialmente por inovações em software.

A logística da tinta consiste em três elementos:

  • Sistemas de dosagem de tinta, para preparar cores sob demanda;
  • Equipamento de teste, para garantir a precisão e previsibilidade das cores;
  • Software de gerenciamento de suprimento de tinta, que executa um grande número de tarefas, desde calcular fórmulas até controlar estoques.

Os sistemas de dosagem de tinta estão disponíveis para tintas flexográficas, de gravura e serigrafia, bem como um pacote de software para gerenciar todos os tipos de tinta.

Hoje, os convertedores exigem padrões rígidos de qualidade consistente, pequenas tiragens “just in time” e transparência na cadeia de suprimentos. Portanto, pode-se dizer que um bom gerenciamento de tinta é essencial para garantir o status de “fornecedor preferencial”.

Em nosso próximo post, veremos mais de perto os elementos de desperdício.

Você quer mais informações?

Inscreva-se aqui para receber atualizações regulares neste blog. Você também pode entrar em contato com nossa equipe de vendas com qualquer dúvida, escrevendo para o endereço de e-mail info@gsedispensing.com ou ligando para +31 575 568 080.

Menu